Ads 468x60px

.

Pílula Anticoncepcional Masculina – Divulgue. Se Empenhe!

Um dos maiores acontecimentos científicos da humanidade pode já estar concretizado, mas parado desde 1999 ante a falta de autorização do Ministério da Saúde, trata-se do NOFERTIL. 
Uma pílula anticoncepcional masculina que segundo informes preliminares custaria em 1999 o preço de meros R$10,00 o frasco com 40 comprimidos, mesmo atualizados seria um preço acessível.
Os efeitos contraceptivos foram descobertos pelo professor Elsimar Coutinho, do Centro de Reprodução Humana da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFB) e a proposta do lançamento da pílula ocorreu no Congresso Mundial de Contracepção realizado em Salvador, na Bahia.
O professor Coutinho esclarece que essa pílula é utilizada na China, onde teve mais de 200 estudos publicados, também passou por uma montanha de estudos, mesmo assim no Brasil o Ministério da Saúde não a libera, sem dar os motivos.
Veja o vídeo com a entrevista do Dr. Elsimar Coutinho:

O NOFERTIL é a primeira pílula anticoncepcional masculina não hormonal existente no mundo, um medicamento feito a partir do GOSSIPOL, uma substância natural extraída da semente do algodão (um produto extremamente barato) que desativa a enzima responsável pelo amadurecimento dos espermatozóides.
Essa pílula não interfere na produção de testosterona, ou seja, o homem vai continuar sexualmente ativo. Esse aspecto foi o mais importante no começo dos estudos, diz o professor Coutinho.
E, mais, basta parar de usar essa pílula que cerca de três meses depois o homem volta a poder procriador.
O pedido de registro para comercialização desse medicamento no Ministério da Saúde foi feito pelo laboratório Hebron, de Caruru, Pernambuco, pois não houve interesse por parte dos grandes laboratórios ante o baixo custo do medicamento e consequente pouca lucratividade que ofereceria.
Mas, não foi só essa barreira que o medicamento encontrou.
O professor Elsimar Coutinho relata que em Budapeste, no Congresso Mundial de População, foi rechaçado pelo movimento feminista mundial ao apresentar essa pílula.
Expôs o professor que a alegação das feministas é que querem que a mulher seja a única a ter o controle de natalidade, quando desejarem ter filhos simplesmente elas param de tomar a pílula e engravidam.
O professor ainda informa que teve que sair do Congresso pelos fundos.
É repugnante saber que isso ocorre. É necessário daqui para frente empenharmos num forte movimento popular, incansável e por prazo indeterminado, até que o Ministério da Saúde atenda aos reclamos masculinos, dando ao homem a possibilidade de uso de uma pílula anticoncepcional.
As camisinhas, como todos sabem, apesar de ter também a finalidade de evitar doenças, não raro se rompem e por isso não são seguras para evitar gravidez. Há, ainda, situações que o uso da camisinha não é do interesse, como entre casais que firmaram relacionamento definitivo ou muitas hipóteses que descabem discutir.
Existem, ainda, as parceiras que dizem tomar pílulas, sem o fazer, colocando o parceiro numa emboscada, fato bem comum.
Caros leitores, a mobilização total é necessária. Uma mobilização empenhada e permanente, de corpo e alma. Peço sua ajuda. Toda ajuda que puder oferecer.
Comece enviando um e-mail ao Ministério da Saúdesaudedohomem@saude.gov.br – pedindo providências. Se quiser, utilize o texto abaixo:
“Solicito a análise do registro e liberação do NOFERTIL, medicamento descoberto pelo professor Elsimar Coutinho, do Centro de Reprodução Humana da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFB), assim como de qualquer outro medicamento em pílula útil na contracepção a ser exercida pelo sexo masculino”.
Proponho ainda aos blogs para redigirmos um manifesto para uso nacional e divulgá-lo por meio de e-mails/correntes e distribuição de panfletagem impressa nas principais capitais ou cidades do país na véspera e no Dia do Homem – 15 de Julho.
A vantagem da data comemorativa é que ela em si já é um chamativo da imprensa, aí fica com cada um a capacidade de atraí-la e conseguir repercussão. Muitas vezes só o fato de um grupo protestar e comunicar à imprensa por telefonemas insistentes já faz irem ao local cobrir a matéria. O discurso deve ser politizado, jamais meramente acusatório. Esse texto pode servir de base.
E você? Já enviou seu e-mail para o Ministério da Saúde? Então envie agora e distribua esse texto a todos da sua lista.
Masculinismo e Direitos Iguais (MDI)

Fontes para este artigo: http://www.redetec.org.br/inventabrasil/nofertil.htm - Acessado em 06.05.2011
Creditamos também que o assunto primeiramente chegou ao nosso conhecimento por meio de uma matéria no site: http://pensionistaporjustica.blogspot.com/ - Acessado em 06.05.2011

Deixe seu comentário: Concorde – Discorde – Opine

23 comentários:

Canal do Búfalo disse...

Muito, já enviei o meu email aqui.

Td mundo que está lendo isto deveria mandar o seu email também. Temos que fazer pressão.

Doutrinador disse...

Excelente iniciativa.

Já havia lido sobre este medicamento alguns anos atrás, inclusive fiquei sabendo através de fórum masculinista americano, onde vários homens demonstraram interesse na solução.

O que está sendo feito é um verdadeiro crime, abafado pela desinformação dos homens. A ditadura feminista impede o livre exercício dos direitos iguais conforme nossa constituição.

Divulguem.

MDI disse...

Ao Canal do Búfalo e Doutrinaldor: Duas visitas ilustres. Mas indo ao assunto, como diz um trecho do comentário de José Rubens na postagem anterior: "Dizem que governar é administrar pressões. Quem pressiona mais leva a melhor".

Ele tem toda razão. Enviem e-mail's ao Ministério da Saúde e repassem à toda lista.

Canal do Búfalo disse...

Acabei de obter uma resposta:

"Solicitamos gentilmente que entre em contato com o Disque Saúde do SUS pelo telefone 0800-611997, pelo site WWW.saude.gov.br registrando sua manifestação/pergunta, pois eles podem lhe dar essa informação mais concretamente."

MDI disse...

Obtive a mesma resposta.

Contudo, alguém leu a postulação, acredito que o órgão só não teve vontade de ir a fundo na questão.

Esse e-mail que indiquei é uma linha direita com o setor do Ministério da Saúde encarregado da Política Nacional da Saúde do Homem.

Vale a pena quem não encaminhou, encaminhar e-mail's. Pressionar...

E quem já mandou, agora é usar o telefone e o link. Em frente sempre!

Cristian disse...

Mandei meu e-mail e divulguei esta valiosa informação, fiz minha parte.

Arlequina disse...

Já enviei também!

Apesar de ser mulher, não acho justo que só as mulheres tenham controle sobre a gravidez.
E o mundo está superlotado mesmo, é bom todo mundo começar a se prevenir! rs

ElmBn disse...

Complementei a sugestão e mandei o seguinte, num tom um pouco mais incisivo:

Solicito a análise do registro e liberação do NOFERTIL, medicamento descoberto pelo professor Elsimar Coutinho, do Centro de Reprodução Humana da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFB), assim como de qualquer outro medicamento em pílula útil na contracepção a ser exercida pelo sexo masculino. Também gostaria de saber, considerando a necessidade dos administradores públicos justificarem seus atos e/ou omissões, o porquê da demora deste registro e liberação, uma vez que que tal demanda foi protocolada há mais de 10 anos e já existem centenas de estudos publicados e inclusive tal medicamento já é utilizado com sucesso na China. Além disto, frisa-se que é um medicamento cujo foco de interesse populacional é amplo, uma vez que atinge aproximadamente metade da população(a população masculina). Grato pela atenção e espero resposta.

João Batista JB disse...

ENVIEI MEU E-MAIL PARA ALGUNS VEREADORES, DEPUTADOS, SENADORES , PARA OUVIDORIA DO SUS E PARA O E-MAIL RECOMENDADO POR ESTE SITE. DEVEMOS CONTINUAR ATÉ OBTER SUCESSO EM NOSSA SOLICITAÇÃO.
NOSSA LUTA É MUITO ÁRDUA, POIS EM NOSSA MAIORIA SOMOS DESUNIDOS E NÃO SOMOS SOLIDÁRIOS UM COM OS OUTROS.

João Batista JB disse...

VEJAM OBTIVE A SEGUNTE RESPOSTA DA OUVIDORIA DO S.U.S.
Prezados,

Se tratando de pedido de incorporação, deverá ser preenchido o formulário no site: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idtxt=32706&janela=1 .
Assim como também deverá entregar a proposta no Ministério da Saúde, 8º andar-sala 814.
Estamos à disposição para maiores esclarecimentos que se fizerem necessários.
Quanto à analise de registro do medicamento deverá entrar em contato com a Anvisa.

Atenciosamente,
Secretaria Executiva
Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS/CONITEC.
Secretaria de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos/SCTIE.
Ministério da Saúde
Fone: 61 33153472
Esplanada dos Ministérios, Bloco G, Ed. Sede, sala 933; CEP 70058-900 Brasília - DF
http://www.saude.gov.br/sctie : Novas Tecnologias

MDI disse...

Olá João Batista JB;
Legal sua iniciativa.
Parece que você esta encontrando um caminho que não havíamos achado.
Espero que consiga mais informações e quem sabe possamos iniciar outra campanha mais focada, direcionada à ANVISA ou em face da autoridade que especificamente tem competência para solucionar.
Lembrando a frase de Ulysses Guimarães “Governar é administrar pressões”.
Se não pressionarmos isso nunca vai resolver.
Dê notícias do que conseguir a respeito, estamos aguardando ansiosos e atentos.
Abraços

João Batista JB disse...

PEÇO QUE OS AMIGOS ACESSEM OS ENDEREÇOS QUE POSTEI, ESSA É UMA SOLICITAÇÃO DE TODOS NÓS, POR ISSO SE POSSÍVEL ENVOLVAM-SE NESE CAMINHO QUE ACHEI. ENVIEI UM E-MAIL PARA O PROFESSOR Elsimar Coutinho ESPERO QUE ELE RESPONDA E NOS DÊ ALGUMA ORIENTAÇÃO. NÃO ENTENDO O MOTIVO PELO QUAL SE BUSCOU A APROVAÇÃO DO MOVIMENTO FEMINISTA, NÃO PRECISAMOS DO APOIO DO MOV. FEM.,TEMOS QUE FAZER A COISA DAR CERTO AQUI NO BRASIL.E, HOJE ENVIEI MAIS E-MAIL PARA DEPUTADOS E SENADORES.FAÇAM O MESMO, ESPERO NÃO SER UMA VOZ QUE CLAMA SOZINHO NO DESERTO.

RRS disse...

Poderia se solcitar a algum jornal de nível nacional a abordagem desta matéria . relatando a existência desta patente e cobrando do M. da saúde o motivo da não liberação do medicamento

RRS disse...

Poderia se solcitar a algum jornal de nível nacional a abordagem desta matéria . relatando a existência desta patente e cobrando do M. da saúde o motivo da não liberação do medicamento

reprodukta disse...

Acho que uma boa maneira de pressionar seria divulgando isso nas redes sociais.

Daniel Felipe disse...

Além dos motivos citados, ainda há o meu caso, tanto eu quanto minha parceira não queremos filho nem tão cedo, e nos incomodamos com a camisinha, até confiarmos 100% um no outro. Não queremos confiar apenas em um método, que seria o contraceptivo feminino. Pra mim é uma grande notícia que exista essa possibilidade, mas é horrível ainda não estar à venda.

MDI disse...

Esse domingo (24 de fevereiro de 2013) foi ao ar novamente o mesmo professor no programa da Marilia Gabriela, no SBT, expondo a mesma questão relacionada a pílula e o que mudou nesse tempo todo? Nada, as autoridades nunca ouvem postulações de interesse dos homens. Leve isso em consideração no momento de votar. Se algum candidato tiver uma plataforma mais favorável ou menos favorável ao interesse dos homens, olhe para isso e tome como critério de peso. Questões como aborto, saúde, feminismo, defesa de gênero, delegacias especializadas para atender a um só sexo, investimentos em um só gênero, olhe atentamente quem é mais sem compromisso conosco e quem é mais digno e migre seu voto.

everaldo da costa malafaia disse...

O cidadao brasileiro demanda o registro e liberação do comercio do medicamento NOFERTIL.

O uso indiscriminado levaria à explosao de infecção por DSTs.

Deve ser liberado para os casais que possuem relacionamento estavel, como marido/esposa, namorado/namorada. Partiria da consciencia, vontade e liberdade de escolha do casal o uso do medicamento, sem restriçoes burocraticas impedidivas.

Ja que a saude da mulher corre riscos reais no uso de anticoncepcionais quimicos. As farmaceuticas acabam lucrando, à preço da saúde da mulher.

Ernanda Prado disse...

sou mulher e a favor da liberação do anticoncepcional masculino, o contraceptivo feminino faz muito mal a nós mulheres, ao contrario do masculino, seria otimo pra ambos os sexos, eles não iriam engravidando as mulheres e abandonando os filhos por aí, um descanso pra nois mulheres por dentro do corpo.

adorei e ja vou comprar pra meu marido tomar agora!!!!!

assino em baixo
.

João-Podo disse...

Que ridícula a atitude daquelas mulheres que se dizem feministas, uma vez que feminismo se trata de direitos iguais e não a supressão dos direitos do homem.
Já foi o tempo que só a mulher tinha responsabilidade pela própria gravides e pela decisão de ter filhos, pois o corpo é dela mas a decisão e o filho também é do homem.

gdinelli disse...

https://secure.avaaz.org/po/petition/Ministerio_da_Saude_Analisem_o_registro_e_liberacao_do_NOFERTIL_anticoncepcional_masculino/?nBikldb

Alex alex disse...

existem programas de TV em Minas que certamente adorariam esta matéria. sugiro enviar o assunto a TV Record Minas ou band

Alex alex disse...

existem programas de TV em Minas que certamente adorariam esta matéria. sugiro enviar o assunto a TV Record Minas ou band

Postar um comentário